segunda-feira, 20 de abril de 2015

Palmeiras prova sua grandiosidade ao acertar patrocínios valiosos

O Palmeiras tinha como meta arrecadar R$ 8 milhões com patrocínios na temporada 2015, contudo, os esforços da diretoria e do departamento de marketing fizeram as receitas do clube ultrapassar esse valor estipulado.

Com o patrocínio máster da Crefisa, instituição financeira, junto com os patrocínios da Prevent Senior (empresa de seguro saúde), Faculdade das Américas (FAM) e TIM, a diretoria já desembolsou aproximadamente R$ 50 milhões.

A Crefisa desembolsa R$ 23 milhões para o logo aparecer no peito e costas, a FAM R$ 19 milhões para estampar a sua marca na barra da camisa e nos ombros, Prevent Senior cerca de R$ 5 milhões para ter seu nome nos ombros e a TIM outros R$ 3 milhões, que tem logotipo nos números da camisa. Esses patrocínios fazem com que a camisa do Palmeiras seja a mais valiosa no futebol brasileiro, sem contar com o fornecimento de material esportivo, neste quesito os líderes são Flamengo e Corinthians.

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação


Vale lembrar que Crefisa e a FAM são de propriedade de José Roberto Lamacchia, empresário apaixonado pelo Palmeiras. No entanto, as duas empresas não têm ligação e os valores repassados ao Verdão partem de contas diferentes.

Apesar desses acordos, o departamento de marketing enxerga mais situações para angariar fundos. A FAM tem seu logo estampado no carrinho de maca e nos uniformes dos gandulas. Além disso, o marketing do clube tem a ideia de fechar patrocínios nos uniformes dos médicos e cheerleaders do time.

Aliado ao acordo com os patrocinadores, o departamento de marketing do Palmeiras tem intensificado as suas forças no programa Avanti, sócio torcedor e as investidas têm dado resultado, já que o clube possui cerca de 100 mil associados e ocupa o segundo lugar de clubes brasileiros com mais sócios, perdendo apenas para o Internacional, que conta com aproximadamente 130 mil.

O programa Avanti tem sido considerado uma fonte de renda promissora ao clube, pois os sócios podem a aumentar a receita do time. Mas, angariar associado não é tarefa tranqüila e o departamento de marketing precisa passar credibilidade e fazer com que os torcedores não deixem de acreditar no time, mesmo em caso de desempenho abaixo do esperado nas quatro linhas. Tanto que o Palmeiras tem crescido nesse início de temporada, por conta das contratações (19) e a esperança de dias melhores, já que o time permaneceu na Série A do Campeonato Brasileiro, com muito sacrifício.

Outro fator que ajuda na visibilidade do Palmeiras é o estádio Allianz Parque. A moderna Arena que antes era chamada de Palestra Itália ou Parque Antártica, foi construída diante de um acordo com a construtora WTorre.

Antes de ser inaugurado, a WTorre firmou acordo com a Allianz, empresa de seguros, para que a empresa comprasse o naming rights (direito de utilizar o nome no estádio). O compromisso tem duração de 20 anos.


Este case do Palmeiras ilustra como um plano definido de marketing pode fazer com que um clube de futebol consiga se reerguer e aumentar as suas receitas. O desempenho dentro e fora de campo facilita na busca de novos recursos financeiros e fazer com que investidores não tenham receio de se associar ao clube.

Se fora de campo, o Palmeiras tem feito golaços, dentro das quatro linhas, o Alviverde venceu ontem o Corinthians após as cobranças de pênaltis (2 a 2 no tempo normal e 6 a 5 a favor do time alviverde) e garantiu vaga nas finais do Campeonato Paulista. O adversário do Verdão será o Santos.