quinta-feira, 3 de junho de 2010

O namoro na religião muçulmana só existe após o casamento

O professor Alferes, 37, formado em engenharia, é freqüentador da Mesquita localizada na rua Estela próximo ao metrô Paraíso, em São Paulo. Ele comenta como é o namoro, o casamento na religião islâmica e também opina sobre o sexo antes do casamento com base nos ensinamentos escritos no livro sagrado, o Alcorão.


Logo no início ele diz: "O namoro nada mais é, do que longas conversas para o casal perceber se vale a pena casar e se o relacionamento der certo, o próximo passo é o casamento. O namoro na religião muçulmana só existe após o matrimônio, pois assim os apaixonados têm mais liberdade, o amor é mantido, o sagrado matrimônio não cai na rotina e antes do casamento o beijo é expressamente proibido".

Segundo o professor, os jovens se conhecem dentro das escolas e também nas mesquitas. Esse conhecimento, tradicionalmente, é feito assim: o rapaz pede para a mãe ou irmã, arrumar uma menina com as características que ele deseja, elas descobrem a pretendente e pedem permissão para família da moça para que o garoto possa conhecê-la. Se houver a autorização, é marcado um almoço ou jantar.

Com isto, o rapaz vai com a sua família até a casa da moça que ele quer conhecer, pede para o pai dela para que possam conversar. Essa conversa pode durar dias, meses, anos até decidirem se casam ou não e eles nunca conversam sozinhos, isto é proibido.

"As características que mais chamam a atenção de um homem são: a beleza, ascendência, conhecimentos, posição social e religiosidade. A mais importante é a religiosidade, porque não adianta a menina ser bonita, ter uma excelente ascendência, possuir ótimos conhecimentos e posição social muito boa, se ela não possuir a religiosidade suficiente para ser uma esposa decente e com ótima moral. Também porque, hoje ela pode ser bonita, mas daqui a 20 anos poderá estar velha e decadente, possuir conhecimentos, mas não ter fé, ter uma boa ascendência e não crer em Allah. Por último hoje ela pode ser rica, mas pode acontecer algo e perder tudo", explica Alferes, com base nas palavras do profeta Mohammed: "Casa – se com as fiéis, pois elas seriam ótimas esposas e mães".




Na cerimônia de casamento, não pode faltar carneiro ou boi, assado ou cozido e degolado (tradição islâmica, pois se a carne não for degolada, as pessoas estariam se alimentando de uma carne suja e podre) uma pessoa que entenda muito da religião muçulmana, não necessariamente um Sheik. Os homens ficam separados das mulheres, que estam em outra sala. Antes da cerimônia os noivos confirmam o casamento.

Sobre o sexo antes do casamento, ele relata: "O sexo antes do casamento traz muitos problemas, pode nascer uma criança, se os pais em alguns casos não podem manter, isto será um dos diversos problemas para a sociedade, mas se o pai puder manter ótimo. Se o pai não puder manter há o surgimento de mães solteiras, se elas não puderem manter o filho, acontece de deixá-lo em lixeiras, rios e isto é um caos na sociedade. Este é um dos sete grandes pecados, pois a moral da mulher é afetada. E se o homem fizer sexo com uma mulher antes do casamento e morrer, o seu destino é o inferno".

Se ocorrer a gravidez antes do casamento e, se a mãe for solteira, a lei prevê que, após o período de amamentação haja a separação de mãe e filho.

Caso aconteça em um país que não segue a lei islâmica, os pais conversam com seus filhos, explicam a situação e têm o perdão, porque é fácil em uma sociedade como a nossa (brasileira) as pessoas se corromperem. E em um país que segue a lei islâmica, se o homem for casado e traiu a esposa, ele tem que morrer e o mesmo acontece com a mulher quando ela trai o marido. Se o homem for solteiro, ele leva 80 chibatas em plena praça pública, isto para servir de lição para as outras pessoas e que isto não se repita, o mesmo vale para a mulher. O objetivo não é punir, e sim, evitar que outros façam o mesmo.

33 comentários:

  1. Dureza ser muçulmana, hein? acho que para nossos padrões ocidentais, é inimaginável uma vidinha dessas... Mas, antes de tudo temos que respeitar! Diego, excelente pesquisa e muito bom o seu texto. Parabéns! ☺

    ResponderExcluir
  2. Pra nós que vivemos em uma sociedade não tão conservadora, alias nada conservadora, é quase inimaginável uma coisa dessa. Mas para eles tb dever ser inimaginável uma mocinha sair para balada, conhecer um rapaz e terminar em um motel.rss
    Culturas muito diferentes...

    Embora eu ache uma coisa HORROROSA essa cultura deles eu respeito, né? Fazer o que?

    ResponderExcluir
  3. Isso acontecia no Brasil também. Comparando com os dias atuais, não há nada parecido com a cultura islâmica em relação aos relacionamentos aqui em nosso país.

    A pergunta é: como um país pode mudar tão rapidamente seus costumes?

    Quero dizer, não faz muito tempo que os casamentos eram realizados dessa maneira no Brasil; que deixou de ser conservador para MUITO liberal rsrs

    O casamento dos muçulmanos duram mais? Talvez.

    Lembre-se: se eles trairem, são mortos.

    Imagine isso no Brasil...

    Ótimo texto Diego! :)

    ResponderExcluir
  4. Já pensou se essa moda pega no Brasil? hahaha... algo impossível eu diria. Bem, é difícil se imaginar num relacionamento assim, casar pra namorar, mas é cultura, o que pra nós é estranho, pra eles é normal e vice e versa!
    Parabéns pelo texto, Dih!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Adorei o artigo, me deixou a par de como é o namoro Islâmico, so achei meio cruel a forma de tratamento com os traidores, se essa moda pega aqui no Brasil, abraço imenso e desejo paz e bem a todos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Diego,
    A Lei da Turquia n permite o casamento do homem com mais de uma mulher, já a religião muçulmana sim. Existe então.. nos dias de hoje, casamentos de um homem com mais de uma mulher?

    ResponderExcluir
  7. Então, Schmetterling pelo o que sei, todos os países que têm a religião islâmica, respeitam e seguem as tradições e leis do alcorão (livro sagrado do Islã). E as leis governamentais são respeitadas sim, mas não em sua grande maioria e o casamento com mais de uma mulher fica de certa forma liberado.

    ResponderExcluir
  8. Olá Diego,estive procurando algo que me falasse e esclarecesse sobre os muçulmanos, daí vi que vc fez esse blog, e gostaria de saber se você é realmente dessa religião? Isto é uma religião,né? Se puder me add. em alguma rede social,para podermos tc mais à respeito,eu agradeço.
    Eu tenho facebook,myspace e orkut.E meu e-mail é:
    tnbm1@hotmail.com
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  9. oi Diego gostei do relato sobre as leis mulçumanas mso por esclareciemnto em qual dos paies dessa religiao e normal a moça presentear o futuro esposo com uma tunica ,um anel de alah e uma faca como simbolissmo que quer manter matrimonio ?E qdo o homem e divorciado e a mulher e cristã pode ter um relação mas intima antes de converar c o sheik?







    ResponderExcluir
  10. Olá, sinceramente não sei ao certo sobre quais países têm esta tradição da esposa presentear o futuro marido.

    Pelas tradições islâmicas, quem fizer parte da religião tem que contar ao Sheik da mesquita que frequenta, sobre o que tem feito, então o homem precisa conversar com o Sheik antes de iniciar qualquer relação com uma mulher.

    ResponderExcluir
  11. Oi conheci um mussumano que e o oposto dessa religiao eu so brasileira e ele me adora disse q nao nem ai p Pais dele.

    ResponderExcluir
  12. oi conheci,homem que e dessa religiao, sou divorciada por 2 veses, como devo mim comportar? ele parece gostar de mim e eu estou gostando dele.mais não sei nada dessa religião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, tu deve se comportar conforme a religião dele, pois no mundo islâmico, as ordens são seguidas pelo homem. Veja e tenha mais conhecimento sobre a religião.

      Excluir
  13. oi Diego Rosemberg. eu sou muçulmana tenho 15 anos so que vivo num país que nao respeita nada nessa religiao que é cabo verde. eu nao estudei muito o alcorao so leio a traduçao do alcorao para portuques.e fico a sempere a pensar.sera que um dia o homem em que vou me casar vai me aceitar do jeito que eu sou sem saber muito sobre o alcorao?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fatyma, entendi a sua situação.

      Nesse caso, o homem precisa respeitar a sua religião e a sua cultura. Sem respeito, não há relacionamento amoroso.

      Excluir
  14. Quero saber se os muçulmanos casam com mulheres de outros países e de outra religião, e, de mais idade do que eles. Pergunto por que falo com um jovem que mora em Cairo conversamos todos os dias , só o conheço através da webcam. Conversamos muito trocamos palavras carinhosa tipo my love , quero ficar com você , te amo. Sei que é impossível aos olhos humanos, mais pra Deus nada é impossível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi, mas não há problema em relacionamento com diferença de idade. No caso se vocês tiverem intenção de casar, você que é a mulher, tem que se mudar para o Cairo e consumar essa relação.

      Excluir
  15. oi Diego, amei seu blog, parabéns, tenho certeza que esta sendo de grande ajuda para quem mantem contato com muçulmano pelas redes sociais, gostaria de deixar aqui minha experiência, conheci pela internet um muçulmano lindo maravilhoso, amável, ele trabalha na defesa civil do país dele,ele é árabe,eu me apaixonei por ele e ele esta perdidamente apaixonado por mim, eu me converti no islã,e e ele já esta com visto na mão para vir ao Brasil para nos casarmos no mês de maio, ele quer morar no Brasil comigo, só que no inicio vou ter que ir com ele para pais dele por uns meses para ele resolver o emprego dele para vir para cá, estou muito feliz, muito,muito,muito, há ele só quer eu de esposa, graças a Deus, Diego bjos, salam alaikom. jussara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obg mais eu so disse a vendade que muitas das pessoa nao acorda para a realidade

      Excluir
    2. Que interessante. Sucesso e sorte no seu relacionamento Jussaa. Que tudo dê certo para você.

      Excluir
  16. Eu concordo com a cultura mulçumana,se nosso país aderisse assim,evitaria muita coisa grave acontecer,parabéns para os mulçumanos.

    ResponderExcluir
  17. Diego, gostaria de saber se há possibilidades de uma família tradicionalmente muçulmana, que segue a risca a cultura árabe, que veio do Oriente mas mora no Brasil há vários anos, permitiria que um dos filhos, que nasceu no Brasil, e tem fortes hábitos dos brasileiros, se casasse com uma namorada brasileira cristã e que tem um namoro aos moldes brasileiros? Nos seus conhecimentos, isso poderia acontecer sem que o filho rompesse com a família? E se a família optasse por aceitar, quais as consequencias poderiam ter tanto para o filho quanto para a esposa brasileira? Ela teria que se converter ao islamismo? Sofreriam retaliações e subordinações? E que tipos de retaliações? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, pelo o que li e investiguei sobre. Não teria problema do filho se casar com uma cristã, no entanto ela teria que se reverte ao islã e o namoro nos moldes islâmicos. Como é no Brasil, não sofreriam retaliações ou subordinações, apenas o namoro aos moldes do brasileiros, não seriam bem vistos.

      Excluir
  18. mais as coisas q se passa dia dia n e mais facil agora as pessoa passa coisa q eu e vc nao e faci

    ResponderExcluir
  19. Eu admiro muito a cultura mulçumana, pois são muito respeitadores e seguem o que manda o alcrão, e concordo se fosse adotada esa religião no Brasil evitaria muita coisa ruim de acontecer..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou seja, voltar para a Idade Média? Sim, porque essa religião vive nos primórdios. Ser ateu, trocar de religião dá PENA DE MORTE sabia? Essas simples coisas são gravíssimas nesta religião, por isso pense bem, porque Islamismo não é liberdade, é submissão a tudo ou morte...

      Excluir
  20. Tinha muito preconceito com a religião muçulmana, mas a mais ou menos 2 meses tenho dedicado um pouco do meu tempo para romper esse preconceito ignorante da minha parte e, sinceramente, aprendi a admirar e até gostar da cultura deles. Hoje tenho orgulho de dizer que tenho imenso respeito por todos que seguem essa cultura. Estou até querendo ler o Alcorão por inteiro, geralmente só encontro pequenas partes dele na internet, e esse pouco que eu leio me seduz com belas palavras de fé e solidariedade.

    ResponderExcluir
  21. Ola eu gostaria saber mais sobre essa religiao pois conheci um rapaz a uns tres meses e ele quer vir para brasil ae casar comigo porque nos apaixonamos mas sou crista e ele tem chorado muito para eu me converter e se casar nessa religiao,mas isso pra mim e muito complicado e ele disse que nao pode se casar com outra garota que nao seja da mesma religiao pois quando morrer ele vai direto p inferno e eu nao creio nisso se for possivel eu quero add lo passe seu facebook por favor...obrigado e estou adorando todos os comentarios e de grande ajuda p nos brasileiros.

    ResponderExcluir
  22. querido amigo estou conhecendo um islamico , e damos muito bem , sou uma brasileira naõ sou moderna ! e tenho muito afinidade com o isla , ma a moda em que meu habibe me trata me coloca em duvidas ,ele é muito reigioso e me envia link do alcoraôpara que eu apreenda e mudei alguma scoisas de meus habitos alimantares ,ma s as vezes ele us aum tratamento de irmaõs naõ entendo alguns significados , gostaria que você me ajudasse ele diz somo um só corpo e um só coraçaõ o que eu odeio ele odeia o que eu amo ele ama ,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi Rosimeire, esse choque de cultura realmente acontece. O que posso te ajudar é que se vocês têm vontade de se casarem, ambos vão ter que respeitar a religião do outro. No entanto, no Islã o homem é o predominante e dita as regras do relacionamento. Tenta fazer com que ele seja flexível, mas aos poucos, caso o contrário, você terá um inimigo em casa. Espero ter te ajudado.

      Excluir
  23. eu conhecie um rapaz ele logo ficou desendo que eu era muito linda que tinha ce apaixonado por mim e perguntou ce eu nao queria casar com ele !e muito romantico tdos os manda flores mais eu perguntei ce ele podia casr com uma mulher que ja tinha filho de outro relacionamento ele falou que nao tinha problema e que ia tentar um acordo com afamilia dele e que em breve eu iria conhecer sua familia ! mesmo assim eu tenho minhas duvidas eai oque vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, creio que esse rapaz quer te assumir, no entanto a família pode complicar já que já existe uma criança de outro relacionamento. Mas, conheça a família dele e veja como eles se comportam diante dessa criança. Não custa nada tentar.

      Excluir
  24. Ola eu gostaria de saber se uma guria muçulmana pode se casar com um cristão,eu e ela se amamos e gostariamos de se casar.
    Gostaria de saber mais sobre isso esse é meu email adenildo-2013@hotmail.com,gostaria de falar com vc mais sobre isso.

    ResponderExcluir