segunda-feira, 12 de abril de 2010

O Amor

Amor palavra tão pequena
Mas com significados enormes
Há diversos amores
Amor entre pais e filhos
Entre irmãos, namorados, noivos, casados, etc
Amor sentimento inexplicável
Não entendível
Mas sim vivido e sentido
Amor se sente na troca de olhares
Em simples gestos que podem dizer tudo
Quando existe amor
Há carinho, compreensão, afeto
Amizade, respeito, sinceridade, caráter, entre muitos outros
Amor não se conjuga, não tem fórmula para ter o amor
Quando se ama
Não existe o certo e o errado
E sim o feito e o não feito
Mas não adianta alguém te dizer
Eu te amo
Sem ter o real sentimento
Contudo para que alguém possa te amar
Você tem que possuir acima de tudo
O amor próprio
Pois este amor nenhuma pessoa
Pode fazer com que ele mude ou se acabe
Este modo de amar, só depende exclusivamente de você
Amor próprio é auto confiança
Combinada principalmente com um bem querer muito forte
Para que você possa amar alguém de verdade
É preciso você se amar e se valorizar
Para se valorizar você tem que reconhecer
Os seus defeitos
Combina – los com suas qualidades
E se aceitar como você é realmente
Pois uma pessoa “maquiada” certamente
Não possui amor próprio
E sim amor falso e sem fundamentos
Creio no amor verdadeiro


Acredito no “Eu te amo” sincero
É algo sublime, único
Sem palavras o suficiente para tradução exata
Pois amor é uma ciência não – exata
Algo que não há estudos
Algo que não sabemos ao certo
Como, porque e onde começou
Mas só sabemos que amamos
Com relação à ciência não – exata
E se o amor tivesse alguma fórmula
Eu sugiro esta:
Some o teu amor próprio
Com o amor da pessoa que está ao seu lado
O resultado será um amor verdadeiro e duradouro
Mas não para sempre
E sim por tempo indeterminado
E que seja eterno enquanto dure
Portanto, acredito realmente
Na palavra minúscula
E no sentimento gigantesco
Chamado AMOR